Virgínia se consolida como destino para apreciadores de cerveja

O Estado da Virgínia, na Região da Capital dos Estados Unidos, também formada por Washington, DC e Maryland, atingiu a marca de 206 cervejarias em funcionamento. O número de estabelecimentos do tipo dobrou no destino nos últimos anos e o governo acaba de anunciar novas licenças, incluindo três grandes novas cervejarias, expansão de empresas locais e a introdução de cervejarias globais. Segundo um estudo econômico divulgado pela Beer Institute, a indústria cervejeira na Virgínia está em pleno crescimento e contribui com mais U$9,34 bilhões na economia do Estado.

O mercado de cerveja na Virgínia é um dos que mais cresce e se tornou um importante impulsionador da economia, impactando positivamente setores como turismo e agricultura. Isso se deve ao fato de que todas as cervejarias, grandes ou pequenas, utilizam ingredientes produzidos localmente para a produção da bebida, incrementando a qualidade da cerveja e criando um sabor exclusivo e experiências únicas para os consumidores. Além disso, a maioria das cervejarias oferece salas para degustações dos diversos tipos da bebida, pátios ao ar livre – que algumas vezes por ano recebem festivais e eventos especiais, e algumas são até pet-friendly.

Atualmente, Virgínia é um dos melhores destinos para apreciadores de cervejas artesanais e visitantes do mundo todo, uma vez que é possível escolher entre os vários roteiros que o destino oferece, de acordo com a localização e tipo de cerveja preferida do viajante: https://www.virginia.org/beertrails/.

O Departamento de Controle de Álcool e Bebidas (Department of Alcohol and Beverage Control) da Virgínia reportou 206 cervejarias licenciadas ativas no destino – um crescimento de 468% em relação ao ano de 2012, quando o projeto de lei SB 604 que permite a comercialização e degustação de cerveja em locais autorizados foi aprovado. Ainda segundo o estudo realizado pelo Beer Institute, o segmento emprega mais de 28 mil pessoas – entre as áreas de produção, distribuição e comercialização, e contribuiu com quase um bilhão de dólares em impostos estaduais e locais em 2016. Outros impostos e taxas sobre o consumo de cerveja geraram mais de U$ 280 milhões de dólares para o destino.

Outros Posts

Eduardo Gregori

Eduardo Gregori é jornalista profissional e consultor de viagens. Eduardo Gregori is a professional journalist and travel consultant.

Leia Também