Roteiros para conhecer a diversidade colombiana

A Colômbia é rica em diversidade natural e cultural. Assim como o Brasil, o país andino tem destinos de praia, históricos, montanhas, etc. Difícil mesmo é escolher um destino. Entre os mais procurados pelos turistas estão:

Litoral
Essa parte do país é uma das mais buscadas por brasileiros, pela sua beleza natural e cidades históricas charmosas. E não é por menos, porque além de poder beber drinques coloridos nas praias de águas cristalinas, a região tem florestas, montanhas nevadas e aldeias indígenas. O roteiro pelo litoral deve começar pelas praias de Tolú e Coveñas. Para quem chega pela capital, é preciso viajar até Montéria, a aproximadamente 800 quilômetros de Bogotá e de lá, pegar um ônibus em uma viagem de uma hora e meia. Próximo fica a famosa Cartagena, onde dá pra se divertir com a vida noturna da Ciudad Amurallada, ou Cidade Murada, experimentar a culinária única, e conhecer os pontos históricos da região. E se quiser curtir a praia, Cartagena também tem! Mas as melhores são as ilhas de Barú e del Rosário.

Praia de Tolú

Se o turista não curte vida urbana e quer passar menos tempo em Cartagena, tem Santa Marta, que fica muito perto, e é um pequeno vilarejo de pescadores, que nos últimos anos tem se tornado um destino popular, pela sua tranquilidade e alegria do povo. Outro lugar tranquilo para curtir a natureza é o Parque Nacional Tayrona, onde depois de uma hora e meia de viagem em ônibus, e uma hora de caminhada, encontra-se um mar aberto, e diversos tipos de hospedagens deliciosas. Dependendo de como estiver o clima, o ideal seria passar três dias em Guajira, mais especificamente em Cabo de la Vela, ugar com um cenário comovente.

Cidades, Patrimônios e Aventura
Esta rota e cantinho do país é para quem quer utilizar Bogotá, como base da viagem, para não perder as opções que uma metrópole oferece, e ao mesmo tempo conhecer lugares encantadores ao redor da cidade. Além das atrações culturais que Bogotá oferece, de lá é possível fazer viagens pelos arredores e conhecer melhor a história da região. Para começar, pode passar alguns dias em San Gil, a capital dos esportes radicais da Colômbia, onde é possível praticar rafting, parapente, visitar cavernas, fazer trilhas, e conhecer cidades elevadas a patrimônio nacional, como o Barichara e Guane.

Bogotá

Voltando para Bogotá, se quiser agitação e vida boêmia, conheça os bairros da Candelaria, la Zona T, la Macarena, Chapinero, ou Usaquén. Outro roteiro deve incluir as cidades de Villa de Leyva, e Ráquira. A primeira, tem ruas de pedra, e uma das maiores praças da América do Sul. Na segunda, encontra-se  produtos artesanais coloridos, além de ser o lugar perfeito para comprar suvenires.

El Eje Cafetero
Esta região é uma das mais turísticas. O Eje Cafetero tem lindas paisagens e cidades com clima ameno o ano inteiro. E é por conta deste clima que a região é perfeita para o cultivo de café. As principais cidades del Eje são: Pereira, Armenia e Manizales, que são perto umas da outras. Recomenda-se passar uma noite em uma das fazendas de café da região, com refeições deliciosas e tipicamente colombianas, e onde o turista pode aprender sobre o processo de produção do grão, e conhecer a vida no campo. Na região também existem parques nacionais e temáticos, como o Parque Nacional do Café e o novo Parque de los Arrieros o Ukumari, o maior bio-parque da América Latina. 
 Lá também, o turista fica no pé do Parque Natural de los Nevados, que dá pra conhecer saindo de Manizales ou Pereira. De Armenia dá pra conhecer o Valle del Cocora, uma área protegida onde fica a árvore nacional da Colômbia, a palmeira de cera. Para completar o roteiro do Eje, passe em Selento, uma pequena cidade com uma rica cultura do café.

Paisagem rural em El Eje Cafetero

O Sul: Salsa, História e Mistério
Este itinerário é para viajantes que curtem uma diversidade de experiências e paisagens! Ela começa na capital mundial da salsa, e termina no nascimento do Rio Magdalena, beirando o frio dos Andes e o calor da Amazônia.  A primeira parada é em Cali, uma cidade quente, inclusive na música. A rumba salsera e a boa gastronomia são os maiores atrativos. Fique no bairro San Antonio, que é uma região histórica do Centro. Mas as baladas mesmo ficam em Granada, onde dá pra dançar no La Sexta e conhecer o Rio Cali. Se não sabe dançar salsa, encontrar aula não é nem um pouco difícil!

Salsa em Cali

De Cali, pegue um ônibus até Tierradentro (umas três horas e meia de viagem) para conhecer um dos destinos arqueológicos mais importantes da Colômbia. Conheça cemitérios subterrâneos e estátuas que datam mais de 1.500 anos, além de comunidades que vivem nesta região ha séculos. Viajando por mais duas horas está Popayán, um vilarejo conhecido por ter conservado o seu patrimônio arquitetônico colonial e religioso. Aqui o turista conhecerá igrejas e museus com muita história.

Sítio arqueológico em San Agustín

O roteiro termina em San Agustín, uma das Sete Maravilhas da Colômbia, graças à sua importância arqueológica. Na região fica a maior necrópole do contintente, com centenas de tumbas e esculturas monolíticas, relacionadas com as do Tierradentro, que indicam que vários povos da América do Sul levaram os seus mortos para lá. Esta pequena cidade atrai turistas do mundo inteiro também por conta de seu clima agradável e atividades na natureza ao seu redor.

Fonte: Viajala

O Viajala é um metabuscador de passagens aéreas e hospedagem, que está presente  em cinco países na América Latina, com sede em Medellín na Colômbia, e no Brasil desde setembro de 2016.

Outros Posts

Eduardo Gregori

Eduardo Gregori é jornalista profissional especializado em turismo. Eduardo Gregori is a professional tourism journalist

Leia Também