Quito se enche de festejos populares para celebrar o Carnaval

 De 25 de fevereiro a 3 de março, Quito ganha vida com as celebrações do Carnaval que comemoram o fim do ano solar indígena no Equador. A riqueza cultural da cidade dá lugar, durante estes dias, a vários festejos populares cheios de cor, alegria e tradições, oferecendo aos turistas a possibilidade de aproveitar de perto as festas mais animadas e originais do continente.

Este ano, o Carnaval acontece oficialmente no domingo (26/02), segunda (27/02) e terça (28/02) de fevereiro, feriados no Equador. No entanto, os festejos e o clima de celebração começam no sábado (25/02) e seguem por quase uma semana.

Em Quito, as comemorações acontecem ao ar livre. As ruas, praças e avenidas dos bairros do norte, sul e centro da cidade se transformam em um palco a céu aberto com diversos eventos artísticos e culturais. Desfiles, procissões, máscaras, fantasias, música, jogos e diversão, além da rica gastronomia, se misturam nesta alegre festa em que todos participam.


O carnaval foi originalmente um festejo pagão que consistia, basicamente, em vários dias de diversão desenfreada e troca de papéis antes do início da Quaresma. Em Quito, o costume era usar máscaras de personalidades públicas e fazer danças de animais inspirados na vida silvestre da cidade.

Embora os rituais e celebrações tenham evoluído ao longo do tempo, eles ainda mantêm sua essência. Hoje em dia, os moradores e visitantes que participam da festa se vestem e usam fantasias e máscaras que imitam figuras políticas ou profissões populares, como sapateiros, palhaços, barbeiros e padeiros, assim como excluídos socialmente. Também celebram os povos indígenas pintando os rostos com farinha e jogando talco, balões de água e espuma.

As celebrações centrais do Carnaval na capital andina têm lugar no Centro Histórico e La Ronda de Quito. Um dos festejos mais esperados é o desfile multicolorido chamado “Mascarada”, que passa lentamente pelas praças e ruas de Quito até chegar à Plaza Grande, onde turistas e locais se reúnem para participar de danças tradicionais, escutar música típica e saborear a comida equatoriana tradicional.

As festividades ganham ritmo próprio e cor em cada uma das 33 regiões que formam o Distrito Metropolitano de Quito. Durante estes dias, acontecem rituais dedicados à Pachamama, danças populares, esportes, competições de carros de madeira antigos, festival de rimas, escolha da rainha e muitos outros eventos culturais.

O Carnaval de Amaguaña é um dos mais célebres e considerado um dos melhores do país. Lá, ao som de tambores e pingullos (flautas andinas), cantando rimas e dançando, alegres e coloridas procissões com carros alegóricos avançam até a Plaza Principal. Ao redor, todos brincam com farinha, corantes, frutas e jogos tradicionais do passado. O tradicional desfile de Flores y Serpentinas é uma verdadeira festa popular, onde a empolgação é um sentimento compartilhado.

Além dos clássicos desfiles de foliões, grupos artísticos, batucadas e bandas da cidade se juntam às celebrações, transformando esta festa em uma excelente opção para redescobrir um dos melhores destinos da América do Sul.

Sobre Quito

Atribuída pelo quarto ano consecutivo como o destino turístico líder na América do Sul pelo World Travel Awards, Quito representa uma combinação única do antigo e moderno. O destino oferece aos viajantes uma joia que conta com uma cultura autêntica, rica em tradições indígenas e hispânicas, que oferece um panorama gastronômico saboroso com especialidades locais e internacionais e tem uma variedade de hotéis, teatros e museus.

A capital do Equador, além da zona moderna e urbana, está rodeada de paisagens andinas e atrações naturais como o Bosque Nublado, montanhas, lagos e pântanos, com diversidade de ecossistemas localizados entre 500 e 4200 metros.

Outros Posts

Eduardo Gregori

Eduardo Gregori é jornalista profissional especializado em turismo. Eduardo Gregori is a professional tourism journalist

Leia Também