Quito se prepara para festividades e férias

Quito

Quito começa a entrar no clima de temporada de férias. Os eventos e festividades para comemorar a fundação da cidade se encontram com as festas de Natal e Ano Novo, tornando dezembro um período ideal para visitar a capital do Equador e conhecer suas tradições e a cultura.

A cidade se enche de brilho com shows shows de grandes nomes da música, feiras de comidas típicas, danças populares, desfiles e inúmeras atividades. Embora a agenda cresça e seja renovada todos os anos, há tradições muito autênticas que permanecem intactas e podem ser apreciadas tanto pelos moradores, quanto pelos turistas.

O Desfile da Confraternização é um clássico que enche as ruas de Quito de música e cor. As festas de dezembro foram instituídas a partir da realização de desfiles em que diferentes bairros e escolas se apresentavam com suas respectivas bandas, trajes coloridos e balizas. A tradição continua com dois grandes desfiles no norte e sul da cidade, embora mais de uma dúzia de cortejos menores sejam realizadas durante o mês. Instituições públicas e privadas, grupos de bairros e escolas de diferentes partes do país participam deste verdadeiro festival popular que inclui carros alegóricos e reúne milhares de espectadores a cada ano.

Chivas

Chiva

Dar uma volta de chiva, ônibus turístico decorado manualmente, durante a temporada de férias é um roteiro cheio de diversão. O que era antes um veículo sem portas que levava no teto uma banda local que tocava músicas no ritmo chulla quiteño durante o trajeto, vem evoluindo. Hoje, as chivas de Quito estão mais próximas de uma discoteca móvel aberta. Sem portas ou assentos e com luzes de discoteca, o ônibus se torna uma pista de dança que atravessa a cidade, enquanto os passageiros celebram e se divertem.

Além disso, quem visita a cidade durante dezembro não pode perder os tradicionais jogos que são realizados em diferentes bairros de Quito.

As competições de carros de madeira, que lembram carrinhos de rolimã, nas ruas íngremes de Quito são uma tradição que tem mais de 40 anos e atraem adultos e crianças. Os motoristas não podem ter mais de 16 anos de idade e os carros não podem ser empurrados durante a corrida. Tudo isso, acrescentado ao fato de que os veículos podem atingir 80 quilômetros por hora, garantindo adrenalina e excitação.

O “40”, típico jogo de cartas de Quito cheio de provocações e piadas entre os jogadores, também foi transmitido de geração em geração e é especialmente apreciado durante esse período do ano. Tradicionalmente, é jogado em família, mas em dezembro campeonatos são realizados nos bairros e até mesmo nos escritórios, como uma tradição de abertura das celebrações da fundação da cidade. Duas duplas competem por partida, com cada jogador recebendo cinco cartas e com o objetivo é acumular 40 pontos.

A diversão do “40” é a série de termos que são usados e que apimentam o jogo, como “caída” (quando um jogador pega a carta que o anterior jogou), “limpia” (o jogador leva todas as cartas da mesa), “cartón” (quando 20 carta são acumuladas), “dos por guapo” (um jogador ganha dois pontos quando recebe três cartas do mesmo valor) ou “zapatero” (quando o jogador não soma 10 pontos), entre outros.

Tomar um canelazo em La Ronda, ou em qualquer outro bairro, é um programa imperdível durante as festas. Preparada a base de canela e uma aguardente de cana-de-açúcar conhecida como “puntas”, é uma bebida quente típica do planalto equatoriano que é consumida para combater o frio. Uma das variantes mais populares da bebida é naranjillazo, substituindo a aguardente por suco de naranjilla, fruta regional.

Muitos habitantes servem canelazo especialmente durante os feriados de dezembro. Em alguns bairros o costume ainda está intacto e senhoras podem ser vistas ao lado de um pequeno fogão, preparando uma grande panela da bebida para vender ou compartilhar com os vizinhos.

Os amantes da boa música podem desfrutar do festival Quitonía, maior evento musical da agenda de festas de Quito e que presta homenagem às artes e a cultura equatoriana. Todos os anos, renomados músicos nacionais e internacionais se apresentam para milhares de pessoas, que podem desfrutar dos shows que são de acesso público e gratuito. Atualmente, o evento é celebrado ao norte da cidade no parque La Carolina e ao sul na Plaza Quitumbe. Para aqueles que visitam Quito em dezembro, é uma excelente maneira de ter acesso gratuito a música de qualidade.

Com essas e outras opções, dezembro é a época ideal para visitar Quito e conhecer e experimentar a cultura do principal destino turístico da América do Sul.

Outros Posts
VÍDEOS E REDES SOCIAIS
Assista ao Programa Eu Por Aí e se inscreva no nosso canal no YouTube

Curta nossa página no Facebook
Curta nosso perfil no Instagram


Eduardo Gregori

Eduardo Gregori é jornalista profissional especializado em turismo. Eduardo Gregori is a professional tourism journalist

Leia Também